Juros abusivos na Black Friday – o que fazer?

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Muitos bancos e instituições financeiras estão aproveitando o mês de novembro para trazer ofertas muito atraentes de financiamento na Black Friday. Afinal, as pessoas amam ofertas e o mês de novembro é, de uma forma geral, muito convidativo para compras, já que se aproxima do Natal e traz várias oportunidades para comprar produtos por preços menores. É o tal do Black November, que agora também está presente no universo dos bancos.

Mas, na prática, isso não significa que os juros abusivos simplesmente deixaram de existir. Ainda é preciso ter muito cuidado e, nessa época, essa atenção deve ser redobrada. Veja, se existe uma redução no preço, é porque a taxa de lucro da instituição financeira caiu. A questão é que ninguém abre mão do lucro de forma tão simples… E como bancos têm um longo histórico de praticar juros abusivos, é bem fácil de imaginar como as taxas caíram tão bruscamente.

Existem duas opções para a Black Friday no financiamento: ou os bancos simplesmente optaram por praticar taxas de juros em concordância com o mercado e a lei, ou o desconto, embora existente, ainda configura a prática de juros abusivos.

Juros abusivos na Black Friday?

O problema é que 90% dos contratos de financiamento possuem juros abusivos hoje. É difícil imaginar que essa situação não vá se repetir na Black Friday, e apesar da esperança de adquirir um veículo financiado a taxas amigáveis, é preciso ter muita cautela.

Realizar o sonho de comprar um carro pode gerar dores de cabeça, quando você opta por pagar a prazo e escolhe um financiamento. Infelizmente, ainda há quem aproveite brechas e a falta de conhecimento do consumidor para fazer com que ele pague mais que o necessário.

Isso é um grande problema. Com o valor destinado às parcelas abusivas, o consumidor poderia comprar pelo menos mais um veículo. Às vezes, sobra até um dinheirinho para investir em outro. A situação é realmente grave.

E ainda tem mais má notícia: o consumidor não é capaz de identificar os juros abusivos na assinatura do contrato. Dificilmente perceberá no começo dos pagamentos, percebendo a extensão do seu problema lá na frente, quando vê que já gastou mais do que deveria.

Agora, a boa notícia: você pode receber ajuda e pagar apenas o que realmente deve. Procure a revisão do seu contrato antes das parcelas atrasarem e proteja o seu sonho!

Como a Revisão de Contratos protege você?

Enquanto o consumidor dificilmente conseguirá analisar seu próprio contrato, há especialistas que trabalham exclusivamente com isso. Quando são identificados problemas em um contrato de financiamento, é possível negociar, de forma extrajudicial, maneiras de reparar a situação e garantir que o consumidor pague apenas o que deve. Assim, escapa de um problema ainda maior e não precisa passar anos na justiça brigando por algo que deveria ser seu direito.

Essa é a maneira mais rápida e eficiente de acabar de vez com os juros abusivos que assombram seu contrato de financiamento. Não importa se você já assinou o contrato ou se ainda irá comprar seu veículo, sempre é possível procurar ajuda especializada.

A PRICE Soluções Financeiras, por exemplo, trabalha com a análise de contratos e a mediação entre clientes e instituições financeiras, acabando com o problema dos juros abusivos e garantindo que você tenha seu veículo, seja carro, moto ou qualquer outro, pelo preço que ele vale.

Não perca tempo. Evite ter parcelas em atraso, não corra o risco de sofrer com a busca e apreensão! Entre em contato com a PRICE Soluções Financeiras e resolva sua vida.

Outros artigos que podem te interessar

Financiamento De Veículos - Price SF

Como ter o financiamento aprovado na hora e outras dúvidas respondidas

Financiar um veículo é uma decisão e tanto. Há vários fatores a considerar e muitas dúvidas devem surgir. Para facilitar a sua vida, separamos algumas respostas para as perguntas mais comuns sobre financiamento de veículos. Vale destacar que a Price não financia veículos e este post não tem qualquer relação com instituições financeiras que financiam

Como Fazer O Dinheiro Render Em 2022 - Price SF

Como fazer seu dinheiro render mais em 2022? Veja o que dizem especialistas

Para quem, apesar de todas as adversidades, ainda consegue guardar um dinheirinho no fim do mês, pode ser vantajoso não deixá-lo acumulando poeira na boa e velha poupança. Com a inflação acumulada deste ano de 10,42%, a taxa básica de juros — a Selic — a 9,25% e perspectivas de novas altas, surge a dúvida:

Economia - Price SF

Economia em 2022, o que esperar?

O ano de 2022 deve trazer pelo menos uma boa notícia na economia: a inflação tende a perder um pouco de força, como resultado da safra recorde de alimentos, redução de preço dos combustíveis e diminuição da demanda, resultado da forte alta dos juros e da atividade fraca. No entanto, para além dessa perda de

Price - Price SF